terça-feira, 21 de novembro de 2017

A HISTÓRIA DA ESPIONAGEM E O MUNDO DOS SERVIÇOS SECRETOS DE INFORMAÇÃO

 
Autor: John Hughes-Wilson
 
 
 
 
Sinopse: Em A História da Espionagem e o Mundo dos Serviços Secretos e de Informação, John Hughes-Wilson apresenta-nos a história da espionagem - desde as suas ori­gens bíblicas até ao estado de vigilância da era digital em que vivemos - e levanta o véu de secretismo desse mundo misterioso e obscuro. A espionagem e os serviços secretos e de informação sempre estiveram e continuarão a estar, para o bem ou para o mal, no epicentro dos grandes acontecimentos mundiais. Neste livro vai conhecer as razões por que certas decisões foram tomadas, analisar os numerosos sucessos obtidos, mas igualmente aos erros, mentiras e disparates cometidos pela «Inteligência» (cuidadosamente escondidos do contribuinte que pagou por eles). 
O autor revela o que realmente sucedeu nos bastidores do mundo dos serviços de informação e secretos durante alguns dos mais conhecidos acontecimentos militares que afetaram as nossas vidas. Focando-se com mestria em algumas questões e incertezas dos espiões e da espionagem humana, como por exemplo:
 · A Guerra Fria e como se tornou numa guerra de espionagem eletrónica;
 · A revolução técnica que começou com o uso do reconhecimento fotográfico na Primeira Guerra Mundial;
 · Como a espionagem de comunicações deu à América uma das suas maiores vitórias;
 · Como o Wikileaks realmente aconteceu;
 · Teria o 11 de Setembro sido evitado se as agências secretas ame-ricanas pós-Guerra Fria se tivessem adaptado à nova realidade do terrorismo internacional?
 
 
 
Sendo um grande apreciador deste tema, não poderia deixar este livro "passar" sem o ler. Criado a partir do conhecimento de um famoso perito do tema, este é um livro grande, denso, que demora a ser lido, e que é, provavelmente, o melhor livro que li sobre o tema. Completo, simples, cativante, poucos livros exploraram tão bem como os serviços secretos funcionam, o que já fizeram, o que não conseguiram fazer.
 
Começando por explorar como os serviços de inteligência começaram a surgir, quais os grandes líderes que os usaram com maior proponderância ou eficiência, que efeitos tiveram e muitas das mais importantes batalhas da História. Gostei bastante da forma como o autor abordou o assunto, sem grande aprofundar numa fase inicial, apenas o necessário para qualquer leitor perceber o peso que é ter informação sobre o inimigo. Com esta estratégia, o livro acelera e torna-se muito cativante para quem gostar do tema.
 
Numa segunda fase, o autor começa a explorar como costumam estar estruturados e como funcionam os serviços de espionagem. Enquanto vai explorando o tema, o autor dá vários exemplos históricos de algo qeu se enquadra com o que está a explicar, tornando assim mais fácil perceber-se alguns dos possíveis impactos. E é com esse foco, do que se fez e do que poderia ter sido feito, que o livro avança.
 
Apesar de ser uma leitura densa num livro grande, a verdade é  que o li bastante depressa. Gosto bastante do tema e apesar de já ter lido muito sobre o assunto, aprendi muito com estas páginas. Bem estruturado e simples de se perceber, sempre contextualizado e sem problemas em aprofundar certos temas, este livro é provavelmente o melhor que li sobre o tema. Se este tema vos interessa, este é um livro a ter, sem dúvida!
 
Luís Pinto
 
 
 

20 dias, 20 passatempos - Dia 8



20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 8

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:


Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 8 - termina dia 4 de dezembro de 2017

Superalimentos
de David Wolfe


 

domingo, 19 de novembro de 2017

20 dias, 20 passatempos - Dia 7



20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 7

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 7 - termina dia 3 de dezembro de 2017

Call of Duty: WWII - versão PS4

e

A toupeira 
de John le Carré





sábado, 18 de novembro de 2017

20 dias, 20 passatempos - Dia 6



20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 6

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 6 - termina dia 3 de dezembro de 2017

Presidentes que mudaram Portugal

de Filipe Luís





sexta-feira, 17 de novembro de 2017

20 dias, 20 passatempos - Dia 5


20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 5

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 5 - termina dia 2 de dezembro de 2017

Assassin's Creed Origins - versão PS4



&


 José Rodrigues dos Santos

O Reino do Meio

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

20 dias, 20 passatempos - Dia 4



20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 4

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 4 - termina dia 1 de dezembro de 2017

Ivan Jablonka

Laetitia ou o fim dos homens



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

20 dias, 20 passatempos - Dia 3



20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 3
A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 3 - termina dia 30 de novembro de 2017

Fifa 18 - versão PS4

&

José Rodrigues dos Santos

Sinal de Vida

terça-feira, 14 de novembro de 2017

O ENVIADO DE PRAGA

Autor: Lionel Davidson
Título original: Night of Wenceslas
Sinopse: Fim dos anos 50. A Guerra Fria está no auge. Do lado de cá da Cortina de Ferro, em Londres, Nicholas Whistler aborrece-se de morte. Nunca gostou muito de trabalhar e, se tem um emprego, deve-o apenas ao falecido pai, que antes de morrer lhe garantiu um posto perpétuo numa fábrica de vidros. Nicholas tem outros problemas. Uma gélida namorada irlandesa que não lhe perdoa a falta de ambição. E um amor desmedido por um reluzente MG, cujas faturas no mecânico não param de engrossar. Perante uma proposta para ganhar o dinheiro mais fácil da sua vida, não hesita um segundo. Quase sem dar por isso, Nicholas é obrigado a rumar a Praga, para pagar uma pesada dívida. Tudo o que tem de fazer é levar uma inocente "encomenda" para o outro lado da Cortina de Ferro. Mas, de repente, vê-se enredado numa conspiração internacional e torna-se numa peça chave na luta épica pela supremacia nuclear. 
Sou um grande fã de Lionel Davidson, para mim um dos melhores escritores de espionagem/thrillers dos últimos anos, e não podia deixar de analisar aqui este livro, que foi a sua estreia, e que imediatamente o tornou num nome a ser seguido.
Com um ritmo sempre pausado mas em crescendo no último terço das páginas, Davidson leva-nos por uma história envolta na Guerra Fria, o grande momento da espionagem mundial. O que se nota de imediato é que Davidson consegue criar um ambiente diferente, algo que apenas os mestres da espionagem conseguem. Durante todo o livro sentimos uma espécie de nevoeiro em tudo o que vai acontecendo, levando-nos a questionar cada linha. É essa uma das artes deste livro, a de sabermos que cada personagem é mais do que está realmente a mostrar.
Com um enredo interessante e diálogos que são mais do que parecem à primeira vista, todo o livro está montado de forma inteligente, ajudando-nos a compreender motivações e objetivos das personagens, mas apenas nos momentos certos. Sabendo como agarrar o leitor sem ter de recorrer a um ritmo demasiado alto ou a capítulos mais curtos, Davidson explora a espionagem clássica que le Carré tornou ainda mais famosa.
Com personagens marcantes, atmosfera intensa, algumas reviravoltas inteligentes e um final bem conseguido, é muito difícil não recomendar este livro aos fãs de espionagem ou thrillers. Davidson foi um dos melhores no seu género, sem dúvida, admirado e aplaudido, e os seus livros continuam atuais e marcantes, onde a história é sempre capaz de tomar temas complexos e que ainda hoje são discutidos. Muito bom!
Luís Pinto

20 dias, 20 passatempos - Dia 2


20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!


DIA 2

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 2 - termina dia 29 de novembro de 2017

Steven Erikson

Os portões da casa dos mortos



segunda-feira, 13 de novembro de 2017

MITOLOGIA NÓRDICA

 
Autor: Neil Gaiman
 
Título original: Norse Mithology
 
 
 
 
 
Sinopse: As lendas nórdicas sempre tiveram uma forte influência no universo de Neil Gaiman. Em Mitologia Nórdica, o multipremiado autor regressou às suas fontes para criar quinze contos relacionados com a grande saga dos deuses escandinavos, que inspiraram a sua obra-prima Deuses Americanos.
Da génese do mundo ao crepúsculo dos deuses e à era dos homens, eles readquirem vida: Odin, o mais poderoso dos deuses, sábio, corajoso e astuto; Thor, seu filho, incrivelmente forte mas turbulento; Loki, filho de um gigante e irmão de Odin, ardiloso e manipulador... Orgulhosas, impulsivas e arrebatadoras, estas divindades míticas transmitem-nos a sua apaixonante - e muito humana - história.
 
 
 
 
Gaiman é conhecido por se inspirar bastante na mitologia nórdica para criar os seus mundos e personagens de vários livros. Aqui, Gaiman criar vários contos usando a mitologia nórdica, onde, claramente, o seu conhecimento é profundo.
 
Como já o disse em algumas ocasiões aqui no blog, não sou um enorme fã de contos, mas existem livros que me captam a atenção. Este foi um deles, não só pelo tema, mas também pelo autor. Gaiman é um daqules autores que consegue crair um ambiente mágico em tudo o que escreve.
 
Com um interessante conjunto de 15 contos, Gaiman cria histórias singular, mas com ligações entre elas. Por vezes mais óbvias, por vezes mais discretas, Gaiman estrutura bastante bem a ordem dos contos, e em cada um explora um pouco mais a mitologia, aumentando o conhecimento do leitor e aumetando a ligação com as personagens.
 
Obviamente gostei mais de umas histórias do que outras. Em algumas esperei mais impacto, noutras gostava que Gaiman tivesse escrito um livro só para aquelas histórias e personagens. No entanto, em todos os contos, o autor explora o lado mais humano das personagens mitológicas, aprofundando decisões, receios, passados e objetivos futuros. E é num jogo de sonhos, interesses e sentimentos que estes contos avançam, sendo que alguns acabam de forma surpreendente. Gostei da forma como Gaiman me surpreendeu algumas vezes, arriscando, tentando não se limitar a seguir as normais correntes narrativas dos contos.
 
Globalmente este é um livro de contos muito interessante, principalmente para quem gostar de mitologia. Não é, claramente, o melhor trabalho de Gaiman, pois existem dois livros que dificilmente serão destronados, mas se gostam do estilo de Gaiman, então irão gostar deste livro. Venham mais livros de Gaiman sobre Odin, Thor e Loki!
 
Luís Pinto
 
 

20 dias, 20 passatempos - Dia 1


20 DIAS, 20 PASSATEMPOS!

DIA 1

A iniciativa mais famosa do Ler y Criticar está de volta, e agora em parceria com o blog Tek Test. Vão ser 20 dias seguidos, sempre com um passatempo novo a cada dia, onde iremos oferecer livros, videojogos e filmes!

Os passatempos serão curtos para que todos os vencedores possam receber os prémios ainda antes do natal!



Regras dos passatempos:

Apenas é permitida uma participação por pessoa para cada um dos 20 passatempos. Se uma pessoa participar mais do que uma vez num passatempo, apenas a primeira participação será validada.

A cada participação deverá ser indicado o número do Dia do passatempo (não o dia no nosso calendário, mas o dia acima indicado). O primeiro passatempo será o Dia 1, e "por aí fora".

Para participarem terão de ser fãs dos dois blogs: Ler y Criticar e Tek Test (cliquem nos nomes para acederem ao blog).

Cada participante deverá indicar um e-mail válido. Será contactado pelo e-mail caso seja o vencedor.

Sempre que um participante partilhar o post do passatempo no Facebook (pode ser a partir da página do Ler y Criticar ou do Tek Test), terá direito a uma participação extra nesse passatempo.

A todos os participantes, boa sorte!

E não se esqueçam que se partilharem, terão o dobro de hipóteses de ganhar!


Passatempo Dia 1 - termina dia 28 de novembro de 2017

Jaime Oliver

5 ingredientes


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

TRÊS MINUTOS PARA O JUÍZO FINAL


Autor: Joe Navarro






Sinopse: Florida, 1988. Joe Navarro, um dos mais jovens agentes alguma vez recrutados pelo FBI, é um eminente perito na «leitura» da linguagem corporal - possui uma capacidade desconcertante para inferir os pensamentos e intenções daqueles que interroga -, conhecido por ter uma ética de trabalho a que poucos companheiros conseguem sobreviver. Numa missão de rotina como tantas outras, tem pela frente Rodney Ramsay, um antigo soldado norte-americano destacado na Alemanha Ocidental entre 1983 e 1985.
Contudo, no decorrer da conversa, Navarro suspeita de algo que escapara a todos os outros agentes…
Aquilo que se seguiu é único na história da contraespionagem: interrogatórios após interrogatórios, planeados como um xadrez impenetrável, põem a descoberto um traidor à pátria, detentor de uma memória fotográfica perfeita e de um QI que o eleva ao nível de um génio - o seu único ponto fraco é o prazer que retira do desafio de enfrentar o seu inquiridor.
Tendo como cenário os últimos dias da Guerra Fria, Joe Navarro conta-nos o episódio, real, da maior falha de segurança na história dos Estados Unidos da América: Ramsay acabaria por revelar ter feito parte de um círculo de espiões que vendeu ao Bloco Soviético a informação que lhe permitiria, no momento final do Comunismo, aniquilar por completo o seu rival e os aliados ocidentais.

Regresso novamente à espionagem, um dos meus géneros favoritos. Aqui temos um livro que conta a história real, segundo o autor, de uma história que poderia ter efeitos enormes no mundo nos últimos anos. Enquanto crítico deste livro, deixarei de parte a questão de tentar perceber se tudo será verdade ou não, e olharei apenas para a narrativa em si.

A narrativa é inteligente e bem construída mesmo tendo em conta que poderá não ser fácil simpatizar com o personagem principal. No meu caso, foi mais fácil criar ligação com outras personagens menos importantes mas que me ajudaram a perceber o enredo e a perceber as falhas de cada uma das restantes personagens. Claro que sendo um livro sobre espionagem, muito está escrito entre as entre linhas, e mesmo não tendo o suspense de alguns romances de espionagem, o facto de sentirmos que estamos a ler algo real, ou baseado em algo real, oferece um peso adicional a um enredo que em certos momentos quase parece irreal.

As personagens estão bem exploradas e a narrativa é bem montada, criado suspense constante para que o leitor não pare de ler. São muitas as vezes em que o autor cria uma frase que deixa uma questão no ar, levando o leitor e criar novas teorias, a fazer a sua própria análise dos acontecimentos. E é assim que vamos avançando.

Globalmente, e apesar de não estar ao nível dos grandes romances de espionagem, este é um livro muito interessante. Talvez não se crie uma ligação emocional com o personagem principal e talvez se sinta que existem algumas coisas exageradas na narrativa, mas é impossível negar que esta história tem os seus momentos altos e que nos deixa a pensar na fragilidade de muito que damos por adquirido. Gostei bastante do livro, gostei da forma da forma como muito foi desvendado e também de algumas personagens secundárias. Se procuram boas histórias verídicas de espionagem, este livro deve estar na vossa prateleira. 

Luís Pinto

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

MULHERES PERIGOSAS


Autor: George R. R. Martin & Gardner Dozois





Sinopse: Se procura um livro em que mulheres infelizes ficam a choramingar de pavor enquanto o herói masculino combate o monstro ou choca espadas com o vilão, este livro não é para si. Aqui encontrará mulheres guerreiras que brandem espadas, intrépidas pilotos de caças, formidáveis super-heroínas, femmes fatales astutas e sedutoras, feiticeiras, más raparigas duronas, bandidas e rebeldes, sobreviventes endurecidas em futuros pós-apocalípticos, rainhas altivas que governam nações e cujas invejas e ambições enviam milhares para mortes macabras, mulheres que não hesitam em assumir a liderança para defenderem aquilo em que acreditam.
Com organização de George R. R. Martin, que assina igualmente um conto passado no mundo de Westeros, e de Gardner Dozois, esta é uma antologia que cruza géneros literários e mistura todos os tipos de ficção, desde Megan Abbott a Brandon Sanderson.



George R. R. Martin é apenas um dos grandes nomes presentes neste livros: Abbott, Sanderson, Abercrombie e Gabaldon são alguns nos nomes aqui presentes com contos onde as mulheres são as heroínas. São vários os contos e, obviamente, nem todos foram fantásticos, mas existem aqui algumas pérolas. Estas antologias assinadas por Martin contam sempre com excelentes autores e aqui alguns nomes da literatura voltam a fazer a diferença. Sanderson, por exemplo, dá uma qualidade única a tudo o que escreve. Globalmente esta é uma antologia bastante diversificada e inteligente. Existem personagens principais para todos os gostos e os contos passam-se nos mais diversificados mundos e géneros. Fantasia, suspense, ficção-científica e até vários momentos mais perto do terror e do thriller psicológico. Há um pouco de tudo e tal diversidade agradou-me bastante.

Como já o disse várias vezes, não sou apaixonado por contos, porque na maioria das vezes sinto que falta alguma construções das personagens e tal fator é um dos pontos essenciais para os contos serem muito bons ou não. Neste caso, sendo uma antologia dedicada a personagens femininas, esperava boas construções e na grande maioria foi o que encontrei, algo que me agradou bastante. Pelo meio, vários temas que encaixam bem nas histórias mas que são muito atuais.

Claro que alguns contos não são tão coerentes, ou parecem mais forçados num ou noutro momento. Por outro lado, também existiram alguns contos que gostei tanto que desejei que fossem um livro de centenas de páginas sobre aquele mundo, tema e personagem. No entanto, globalmente, esta foi das melhores antologias que li nos últimos tempos e que agradará a fãs de vários géneros. Se gostam de contos e esta sinopse vos deixou curiosos, então vale a pena ter este livro.

Luís Pinto


quarta-feira, 8 de novembro de 2017

VIDAS FINAIS


Autor: Riley Sager

Título original: Final girls




Sinopse: Há dez anos, Quincy Carpenter, uma estudante universitária, foi a única sobrevivente de uma terrível chacina numa cabana onde passava o fim de semana com amigos. A partir desse momento, começou a fazer parte de um grupo ao qual ninguém queria pertencer: as Últimas Vítimas.
Desse grupo fazem também parte Lisa Milner, que perdeu nove amigas esfaqueadas na residência universitária onde vivia, e Samantha Boyd, que enfrentou um assassino no hotel onde trabalhava. As três raparigas foram as únicas sobreviventes de três hediondos massacres e sempre se mantiveram  afastadas, procurando superar os seus traumas. Mas, quando Lisa aparece morta na banheira de sua casa, Samantha procura  Quincy e força-a a reviver o passado, que até ali permanecera recalcado.
Quincy percebe, então, que se quiser saber o verdadeiro motivo por que Samantha a procurou e, ao mesmo tempo, afastar a polícia e os jornalistas que não a deixam em paz, terá de se lembrar do que aconteceu na cabana, naquela noite traumática.
Mas recuperar a memória pode revelar muito mais do que ela gostaria.


Este é um daqueles thrillers que começa bastante devagar, criando ambiente, cimentando a base da intriga e apresentando os personagens. Com um ritmo mais baixo do que o normal para os thrillers, desde cedo o livro nos demonstra que algo está mal. Falta informação e algumas personagens podem estar a mentir. É nesse caminho que o livro se desloca, acabando por se tornar mais num thriller psicológico do que inicialmente parecia.

Na segunda metade o livro acelera, ganhando a intensidade necessária para nos agarrar, mas sem nunca deixar para trás aquela sensação sombria de suspense em que esperamos que algo aconteça a cada página. Pelo meio, alguns momentos forçados e outros que me surpreenderam, com revelações bem construídas, inteligentes e coerentes. Gostei também de alguns diálogos, criados para aumentar o suspense ou para nos fazer duvidar de certas personagens. Durante grande parte da narrativa, o autor tenta levar-nos por vários caminhos ao mesmo tempo, para que cada leitor crie as suas próprias teorias mas sempre com a noção de que provavelmente não estaremos a ver todos os cenários possíveis.

Com um ritmo final forte, gostei da forma como o livro termina. É interessante ver que no fim do livro, o enredo empurrou-me ferozmente mesmo tendo em conta que nenhuma personagem me levou a criar uma grande ligação emocional. Globalmente, este é um livro em crescimento, tanto de ritmo, como de maturidade, que mistura uma boa carga psicológica com uma constante sensação de suspense que agradará aos fãs do género. Não é uma obra prima, mas tem elementos que ao serem misturados tornam esta leitura empolgante e que merece ser lida pelos fãs do género. Pelo meio alguns temas interessantes que gostava que o autor tivesse explorado ainda mais, mas que claramente acabariam por abrandar o ritmo do livro.

Luís Pinto

terça-feira, 7 de novembro de 2017

OS ROMANOV - Livro II - Declínio


Autor: Simon Sebag Montefiore

Título original: The Romanov





Sinopse: Os Romanov foram a mais bem-sucedida dinastia dos tempos modernos. Como foi possível uma família transformar um reino débil e arruinado, devido à guerra civil, no maior império do mundo? E como deitaram tudo a perder?
Esta é a história de vinte czares e czarinas, alguns tocados pelo génio, outros pela loucura, mas todos inspirados pela sagrada autocracia e ambição imperial. Esta arrebatadora narrativa revela de forma magistral a família Romanov - o seu mundo secreto de poder ilimitado, a implacável construção de um império, ensombrado por conspirações palacianas, rivalidades familiares, assassinatos, decadência e excessos sexuais, a influência dos cortesãos, aventureiros, revolucionários e poetas.
Baseado numa aprofundada pesquisa de arquivos a que nunca tinha havido acesso, esta é uma obra fascinante e indispensável para conhecer a história empolgante de triunfo e de tragédia, de amor e de morte - um estudo universal do poder e um retrato essencial do império que ainda define a Rússia atual. Uma obra de leitura obrigatória que a Presença publica em dois volumes.



Este é o segundo livro que explora a vida e influência da família Romanov, não só no seu país e império, mas também nos efeitos que teve por todo o mundo. Após a leitura do primeiro livro, que gostei bastante e que explora a ascensão desta família, este segundo livro, aprofunda o declínio daquela que foi uma das famílias mais poderosas do mundo no seu tempo. 

Tal como no primeiro livro, esta não é uma leitura rápida, mas sim uma obra bem estruturada, pausada e capaz de nos oferecer algo novo a cada página, levando a que a leitura, lenta, seja quase académica mas sem ser exaustiva. É uma leitura agradável e interessante para quem aprecie o tema, e dificilmente alguém que tenha lido e gostado do primeiro livro não gostará deste. O estilo do autor, em nos explicar o necessário de forma constante, leva-nos a nunca sentirmos que estamos perdidos. A isso o autor junta um entusiasmo que torna a leitura mais cativante e sem parecer forçada.

Para quem procure uma compreensão global deste tema, este livro é uma excelente opção. Gostei, principalmente, da forma como o autor explora as personagens e o contexto social e político, sem nunca esquecer a religião. A sensação que fica é que estamos perante um livro completo em que tudo se encaixa com lógica, principalmente na forma como o autor constrói algumas personalidades para depois percebermos as suas ações.

Apesar de serem dois livros grandes e que demoram a ser lidos, a leitura valeu muito a pena, pois o trabalho de pesquisa está soberbo. Construtivo e cativante, este era um tema sobre o qual pouco conhecia, e com estas páginas aprendi bastante. Se ao lerem a sinopse ficarem com interesse, então estes dois livros valem a pena.

Luís Pinto



sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Star Wars - Chewbacca




Sinopse: Após a Batalha de Yavin e da destruição da Estrela da Morte, o guerreiro wookie Chewbacca embate com a nave contra um planeta ocupado pelo Império. Isolado, Chewie está ansioso por voltar à Rebelião e ajudar os amigos. Mas não vai ser assim tão fácil! Quando uma rapariga se cruza no seu caminho, Chewie não tem outra opção a não ser ajudá-la. Poderá Chewie salvá-la e regressar à luta que o espera?





Passado após a famosa batalha de Yavin no Episódio 4 da saga Star Wars, esta nova BD, que aqui reúne os 5 primeiros volumes da saga do famoso Wookie, foca-se totalmente em Chewbacca, deixando de parte os outros famosos personagens da saga para que a nossa atenção esteja no desenvolver de uma personagem sobre a qual, na realidade sabemos pouco. Quais os seus objetivos? Qual o seu passado? Porque luta? 

O que temos aqui é uma saga que tenta explorar uma personagem que ao não se exprimir na nossa língua, por vezes leva-nos a supor algo que pode não ser inteiramente verdade. Claro que nesta série passamos por dificuldades parecidas, por vezes necessitando que um diálogo seja completado por uma personagem para percebermos tudo o que está a acontecer. Todavia, ao fim de ler o livro fica-se com a sensação de que finalmente conhecemos melhor este Wookie com esta história que é bastante original.

Contudo, os meus aplausos vão para as ilustrações, para mim das melhores que a Marvel já fez para o universo Star Wars, e também para o enredo em si, que está muito melhor do que eu esperava. É mais pesado, profundo e significativo do que eu esperava, tendo sido uma agradável surpresa. Claro que tem falhas, tem momentos forçados, mas nada que retire qualidade a uma história que realmente me surpreendeu, mesmo tendo em conta que este livro é apenas o início desta singular aventura.

Novamente, e mesmo sendo recorrente, tenho de indicar, a boa qualidade do papel e da capa dura que a editora Planeta usa sempre na saga Star Wars e que a torna ainda melhor do que as capas moles usadas pelas edições originais.

Como sempre, é difícil não gostar de Star Wars, mas tal não indica que não seja capaz de ver a qualidade do livro. Esta "parceria" Marvel e Star Wars tem uma qualidade quase sempre acima da média, demonstrando o quando a Disney quer vingar nesta área. Esta saga do Chewbacca no início deixou-me com dúvidas, mas agora parece-me um excelente ponto de partida. Vou ficar à espera dos próximos!

Luís Pinto

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

MONSTRESS


Autor: Marjorie Liu & Sana Takeda




Sinopse: Maika Meiolobo é uma adolescente que sobreviveu a uma guerra cataclísmica entre humanos e arcânicos, uma raça híbrida que descende dos Anciãos. Escravizada por bruxas inimigas que suspeitam dos seus poderes latentes, Maika começa a desvendar o seu misterioso passado e, durante o processo, descobre que tem uma ligação psíquica com uma poderosa criatura de outro mundo.
Perante a opressão e o terrível perigo, Maika torna-se caçadora e presa, perseguida por aqueles que desejam usá-la, colocando-a no centro de uma guerra devastadora entre forças humanas e sobrenaturais. Enquanto isso, o monstro no seu interior começa a despertar…
Com um ambiente negro e adulto, Monstress é uma junção de fantasia e ficção científica. A concisão e originalidade do universo em que a história decorre é um dos pontos mais elogiados, tal como a boa estruturação e complexidade da narrativa e das personagens. O estilo dos desenhos de Takeda retrata uma clara inspiração nas artes orientais do mangá e do anime, inseridos num ambiente steampunk altamente detalhado.



Apesar de o género BD não ser dos mais falados aqui no blog por mim, a verdade é que costumo ler alguns que tenham tido algum sucesso internacional ou que a crítica tenha aplaudido. Foi exatamente isso que aconteceu com este Monstress, aclamado pela crítica e agora editado pela Saída de Emergência, num primeiro livro que reúne os seis primeiros volumes da série.

Em primeiro lugar, destaque para a qualidade do papel e da impressão, a um bom nível tal como a editora já nos habituou. Olhando para o livro em si, gostei do estilo dos desenhos, no que me pareceu uma boa mistura de algumas tendências das atuais mangas num mundo steampunk bem conseguido. Existem bastantes detalhes em cada página, alguns que facilmente passam despercebidos se não estivermos atentos e que ajudam a sustentar este universo aqui criado.

Com uma narrativa complexa, um dos trunfos está na estrutura da mesma. Estamos sempre com a sensação de que não estamos a saber tudo, que algo nos escapa, enquanto o universo aos poucos se começa a revelar, levando, na maioria dos casos, a mais perguntas do que respostas. 

Outro aspeto muito positivo são os diálogos, inteligentes e complexos, cheios de significado e por vezes forçados a criar ainda mais perguntas. É verdade que em alguns momentos se percebe que certas perguntas poderiam ter sido feitas para ajudar à compreensão da história, mas é essa nuvem de mistério que nos faz continuar. No entanto, apesar de se sentir que alguns momentos podem ser mais forçados, o ritmo e o desvendar do universo levam-nos a continuar a leitura, sempre a absorver tudo o que vai acontecendo, principalmente nas várias mensagem escondidas em muitos diálogos.

Com personagens interessantes e um mundo com muito para dar, esta série parece ser tão boa como a crítica internacional indica. Para já, e estando muito no início, irei esperar por mais um livro para tirar conclusões mais concretas. Mas para já, parece-me claramente uma boa aposta para o público mais adolescente que aprecie alguns temas mais delicados, como a escravatura, racismo e a busca pelo nosso lugar numa sociedade desfeita. Venha o próximo!

Luís Pinto


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Passatempo - PES 2018 - Vencedor!


PASSATEMPO

PES 2018

Vencedor!




Chegou ao fim este passatempo em que iremos oferecer um PES 2018 para PS4!

A todos os que participaram o nosso muito obrigado. Esta é a nossa forma de ajudar o blog a ganhar visibilidade mas também é a forma de agradecer aos que nos seguem!

Teremos novos passatempos nos próximos dias, por isso estejam atentos!

E o vencedor é:

Sérgio Oliveira

Parabéns ao vencedor!

Estejam atentos, teremos novo passatempo nos próximos dias!